domingo, 24 de maio de 2009

1ª série - atividade GAMA


FAZER UMA PESQUISA SOBRE A ORIGEM LENDÁRIA DA FORMAÇÃO DE ROMA E COM BASE NA PESQUISA PORDUZIR UM PEQUENO TEXTO E POSTAR NO BLOG ATÉ 30/05/2009.

BOM TRABALHO! CONTO COM A PARTICIPAÇÃO DE TODOS!

52 comentários:

Anônimo disse...

Relatado em varios contos como foi a origem lendaria da Roma,tais como
A hirtória de Roma do Poeta Virgilio,Eneias principe de Troia filho de Vênus fugiu de sua cidade, arrasada pelos gregos, chegou ao Lácio e se casou com uma filha de um rei latino.
Os seus descendentes Romulo e Remulo filho de Reia Silvia,Rainha de Alba Longa,os dois foram jogados por Amúlio,rei da cidade no Rio Tibre mas foram salvos por uma loba que os amamentou .Segundo a Lenda Romulo matou o irmão e se tornou o primeiro Rei de Roma.

Laís Barbosa
1°B

Anônimo disse...

Rômulo e Remo

Rômulo e Remo eram filhos de Réia Sílvia, rainha da cidade de Alba Longa, com o deus Marte. Eles teriam sido jogados no rio Tibre pelo rei da cidade , Amúlio, ainda quando bebês. Mas, uma loba os encontraram e os amamentou, e posteriormente foram estes encontrados por camponeses. A lenda ainda relata, que quando tornaram-se adultos, os irmãos voltaram a Alba Longa e depuseram o rei que havia mandado joga-los e em seguida fundaram Roma, em 753 a.C.
A lenda termina com Rômulo matando o seu irmão (Remo) e consequentemente tornando-se o primerio rei de Roma.

Aluna: Verônica Sá *)
N°: 28
Série : 1° C

Anônimo disse...

Os romanos explicavam a origem de sua cidade através do mito de Rômulo e Remo. Segundo a mitologia romana, os gêmeos foram jogados no rio Tibre, na Itália. Resgatados por uma loba, que os amamentou, foram criados posteriormente por um casal de pastores. Adultos, retornam a cidade natal de Alba Longa e ganham terras para fundar uma nova cidade que seria Roma.

Aluno: Cássio Nascimento;* Granfy'S
N° 06 1°A

Black PT disse...

Todo mundo já ouviu falar de Rômulo, Remo e sua mamãe loba. Porém, a história lendária de Roma começa bem antes dos irmãos gêmeos fundarem a cidade. Sua origem está na guerra dos gregos contra os troianos.

Em meio a cidade de Tróia em chamas, o troiano Enéias conseguiu escapar carregando seu pai velhinho nos ombros. Ele também conseguiu salvar seu filho Ascânio do incêndio. Protegido pelos deuses, Enéias caminha em direção ao ocidente predestinado a fundar uma cidade que dominaria o mundo.

Ele vai para em Cartago, no norte da África. Lá, conhece a princesa Dido que se apaixona por ele. Após deflorar a jovem donzela, Enéias abandona Dido e parte para a Península Itálica. Esta é a explicação lendária para a rivalidade que vai existir entre cartagineses e romanos. Já no Lácio (centro da Itália), Enéias se casa com uma princesa da região. Seu filho Ascânio funda uma nova cidade: Alba Longa. E assim, chegamos na metade da história sobre a origem lendária de Roma.

Rafael Guilherme ;*
1° A . ;]

Anônimo disse...

Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.

Anônimo disse...

Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.
Aluno: Cláuber Muniz
Serie: 1ºD nº06

Anônimo disse...

A lenda conta que Roma foi fundada por dois irmãos gêmeos,Rômulo e Remo.O seu avô o rei Numitor,mandou que colocassem os dois dentro de um cesto e lançado nas águas do rio Tibre,que corta a cidade de Roma.
Levado por correnteza,o cesto navegou rio abaixo,encalhando em um monte.Ali os dois irmão foram encontrado por uma loba que os amamentou,logo após um pastor acolheu as duas crianças e cuidou da sua guarda e educação.
Qunado adultos,Rômulo e Remo reconquistaram o trono de Alba Longa para seu avô que tinha perdido quando eles eram crianças.
Assim receberam permissão para funda uma cidade na região onde a loba os havia encontrado,para ficar com o trono da cidade fundada Rômulo matou seu irmão.Do nome Rômulo deriva o nome da cidade de Roma.

Aluno:Nixon Lopes nº20
1ºC

Anônimo disse...

Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.
Aluna:Nilzete Souza nº19

1ºC *-*

Anônimo disse...

Origem de Roma
(lenda)

Segunda a lenda, Rômulo e Remo, irmãos gêmeos eram filhos do deus grego Ares, ou Marte seu nome latino, e da mortal Réia Sílvia filha de Numitor, rei de Alba Longa. Marte desposou Réia que deu a luz aos gêmeos. Amúlio, rei usurpador, ao saber do nascimento das crianças as jogou no rio Tibre. A correnteza jogou à margem os irmãos que foram encontrados por uma loba, que teria amamentado e cuidado dos dois até que estes foram achados pelo pastor Fáustulo, que junto com sua esposa os criou como filhos. Já adultos, Rómulo e Remo, tomaram consciência, por forma causal da sua ascendência real, voltaram a Alba Longa e destronaram Amúlio.
Rômulo matou o irmão Remo e passou a ser o rei de Roma.


ALUNA: HEISE SCHNEIDER Nº 11
Série: 1º "A"

daiane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
daiane disse...

Daiane Carneiro Lima 1ºano 'B' Nº08

Rômulo e Remo


A lenda de Rómulo e Remo é a lenda fundadora de Roma. Quando a sua mãe, uma princesa latina, foi assassinada por um tio malvado, os bebés gémeos, Rómulo e Remo, foram lançados ao Tibre. Salvos por uma loba, que os amamentou e os tratou como se fossem seus filhos, incutiu neles ferocidade e sentido de lealdade. Quando chegaram à idade adulta, resolveram fundar conjuntamente uma cidade, mas acabaram por se defrontar e inclusivamente travaram uma luta de morte. Rómulo, o vencedor fundou a cidade que ficou com o seu nome. A lenda fornece inclusivamente datas precisas: Roma foi fundada, sem margem para dúvidas, em 753 a. C., Rómulo foi o primeiro Rei e foi venerado como uma divindade protectora de Roma.

Assassino de seu irmão, mas ambicioso em seus projectos, Romulus começou a povoar a cidade com pastores, bandidos, escravos fugitivos e aventureiros. Como não havia mulheres, Romulus fez anunciar uma grande festa com jogos extraordinários. Os sabinos dirigiram-se para lá com suas mulheres e filhos. Durante a festa, os companheiros de Romulus raptaram as sabinas. Depois de muita luta, as sabinas concordaram em viver em paz com os romanos. Titus Tacius, rei dos sabinos, dividiu o trono com Romulus. Após a morte de Tacius, Romulus reinou sozinho até sua misteriosa desaparição numa tormenta tendo sido divinizado com o nome de Quirino.


Quando Rômulo fundou a cidade de Roma, inventou para seu povo um calendário, cujo ano possuía 304 dias apenas, divididos em 10 meses. O ano começava em Martius (o nosso mês de março) e terminava em Decembre, passando por Aprilis, Maius, Juno, Quintilis, Sextilis, Septembre, Octobre e Novembre. Após o último mês, seguia-se um período de inverno que simplesmente não era contabilizado pelo primeiro calendário romano.

willian disse...

Rómulo e Remo


Um dia, segundo a versão mais corrente da lenda, a jovem vestal terá ido buscar água para um sacrifício a um bosque sagrado, junto ao rio Tibre, quando foi seduzida (para outros, apenas assediada) por Marte, deus romano da guerra, que a engravidou, tendo nascido desta união proibida dois gémeos, Rómulo e Remo. Amúlio, temeroso que estas crianças viessem futuramente a destroná-lo, ordenou que as pusessem, fora dos seus domínios, num cesto (ou expostas, noutra versão) junto ao Tibre. Assim, as crianças foram abandonadas junto à colina do Palatino, onde depois nasceria Roma. O rio, em vez de as levar para o mar, milagrosamente, depositou-as em lugar seco, onde seriam descobertas por uma loba, que as criou, juntamente com as suas crias, na sua gruta, no Lupercal. Mais tarde, foram recolhidas por um pastor chamado Fáustulo, que os criou.

Rómulo e Remo, quando jovens, voltaram-se contra Amúlio, destronaram-no e mataram-no, colocando, em seu lugar, Numitor, seu avô, novo rei de Alba (a sede deste reino era no monte Aventino). Depois, decidiram fundar uma cidade no Palatino, o local onde tinham sido salvos pela loba. Mas porque não conheciam o local exacto, propuseram-se interrogar os presságios. Remo instalou-se no monte Aventino, e Rómulo no Palatino, onde cada um dos gémeos consultou os deuses para saber onde se fundaria a nova cidade. A Remo foi-lhe enviado como presságio seis abutres a voarem sobre o Aventino, enquanto a Rómulo, favorecido pela Fortuna, lhe surgiram doze abutres.

Willian Fermino ;*

1ºA.

Anônimo disse...

Roma: A historia de Roma Antiga é fascinante em função da cultura desenvolvida e dos avanços conseguidos por esta civilização. De uma pequena cidade, tornou-se um dos maiores impérios da antiguidade. Dos romanos, herdamos uma série de características culturais. O direito romano, até os dias de hoje está presente na cultura ocidental, assim como o latim, que deu origem a língua portuguesa, francesa, italiana e espanhola. Os romanos explicavam a origem de sua cidade através do mito de Rômulo e Remo. Segundo a mitologia romana, os gêmeos foram jogados no rio Tibre, na Itália. Resgatados por uma loba, que os amamentou, foram criados posteriormente por um casal de pastores. Adultos, retornam a cidade natal de Alba Longa e ganham terras para fundar uma nova cidade que seria Roma. De acordo com os historiadores, a fundação de Roma resulta da mistura de três povos que foram habitar a região da Península Itálica : gregos, etrusco e italiotas. Desenvolveram na região uma economia baseada na agricultura e nas atividades pastoris. A sociedade, nesta época, era formada por patrícios ( nobres proprietários de terras ) e plebeus ( comerciantes, artesãos e pequenos proprietários ). O sistema político era a monarquia, já que a cidade era governada por um rei de origem patrícia.
A religião neste período era politeísta, adotando deuses semelhantes aos dos gregos, porém com nomes diferentes. Nas artes destacava-se a pintura de afrescos, murais decorativos e esculturas com influências gregas. A cultura romana foi muito influenciada pela cultura grega . Os romanos "copiaram" muitos aspectos da arte, pintura e arquitetura grega.
Os balneários romanos espalharam-se pelas grandes cidades. Eram locais onde os senadores e membros da aristo craciaromana iam para discutirem política e ampliar seus relacionamentos pessoais.
A língua romana era o latim, que depois de um tempo espalhou-se pelos quatro cantos do império, dando origem na Idade Media, ao português, francês, italiano e espanhol.
A mitologia romana representava formas de explicação da realidade que os romanos não conseguiam explicar de forma científica. Trata também da origem de seu povo e da cidade que deu origem ao império. Entre os principais mitos romanos, podemos destacar: Rômulo e Remo e O rapto de Proserpina.


Nome: Cristelle Crolline
Serie:1° D
n°:07 =]

Simone Lorenna disse...

A origem da cidade de Roma também tem uma versão lendária. Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.


Aluna:Simone Lorena
Nº27
Serie:1º'D'

Bjus Profª:)

Anônimo disse...

A formação e o povoamento de Roma resultam do encontro de três povos diferentes que habitavam a península Itálica: os gauleses, ao norte; os gregos, na região conhecida como Magna Grécia, ao sul; e os etruscos-latinos ao centro . Roma fica situada na península Itálica, região de solo fértil, com a costa pouco recortada, limitando-se ao norte com a Europa centro- ocidental através dos Alpes.

Roma foi fundada no Lácio, por volta de 1000 a.C. Ao que tudo indica foi inicialmente um centro de defesa latino contra os ataques constantes dos etruscos.
A origem da cidade de Roma também tem uma versão lendária. Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.

Sâmela
N-25
1 D

*** MELZINHA*** disse...

Conforme a versão lendária da fundação de Roma, relatada em diversas obras literárias romanas, tais como a História de Roma, de Tito Lívio, e a Eneida, do poeta Virgílio, Enéias, príncipe troiano filho de Vénus, fugindo de sua cidade, destruída pelos gregos, chegou ao Lácio e se casou com uma filha de um rei latino.

Seus descendentes, Rómulo e Remo, filhos de Réia Sílvia, rainha da cidade de Alba Longa, com o deus Marte, foram jogados por Amúlio, rei da cidade, no rio Tibre. Mas foram salvos por uma loba que os amamentou, tendo em seguida encontrados por camponeses. Conta ainda a lenda que, quando adultos, os dois irmãos voltaram a Alba Longa, depuseram Amúlio e em seguida fundaram Roma, em 753 a.C.. A data tradicional da fundação (21 de abril de 753 a.C.[6]) foi convencionada bem mais tarde por Públio Terêncio Varrão, atribuindo uma duração de 35 anos a cada uma das sete gerações correspondentes aos sete mitológicos reis. Segundo a lenda, Rômulo matou o irmão e se transformou no primeiro rei de Roma.

1º D
Nº 30
tiago nogueira

Anônimo disse...

O rei Amúlio ordena que os gêmeos sejam mortos, mas o servo encarregado da tarefa não tem coragem para fazê-lo e os abandona na corrente do rio Tibre. A cesta com os gêmeos vai parar às margens do rio em Velabro, entre os montes Palatino e Capitolino, onde são encontrados e cuidados por uma loba (provavemente uma prostituta, chamada na época de lupa, da qual se encontram traços na palavra lupanar). Depois o pastor Fáustulo os encontra e, com sua mulher, Aca Larência, os cria como filhos. Uma vez adultos e conhecida sua origem, Rômulo e Remo retornam a Alba Longa, matam Amúlio e repõem no trono seu avô Numitor.

Hiago Marcel nº 12
1º A

Anônimo disse...

HISTÓRIA LENDÁRIA DE ROMA

Todo mundo já ouviu falar de Rômulo, Remo e sua mamãe loba. Porém, a história lendária de Roma começa bem antes dos irmãos gêmeos fundarem a cidade. Sua origem está na guerra dos gregos contra os troianos.

Em meio a cidade de Tróia em chamas, o troiano Enéias conseguiu escapar carregando seu pai velhinho nos ombros. Ele também conseguiu salvar seu filho Ascânio do incêndio. Protegido pelos deuses, Enéias caminha em direção ao ocidente predestinado a fundar uma cidade que dominaria o mundo.

Ele vai para em Cartago, no norte da África. Lá, conhece a princesa Dido que se apaixona por ele. Após deflorar a jovem donzela, Enéias abandona Dido e parte para a Península Itálica. Esta é a explicação lendária para a rivalidade que vai existir entre cartagineses e romanos. Já no Lácio (centro da Itália), Enéias se casa com uma princesa da região. Seu filho Ascânio funda uma nova cidade: Alba Longa. E assim, chegamos na metade da história sobre a origem lendária de Roma.


Murieli Carvalho N°18
1ºA

Anônimo disse...

Existe uma lenda acerca da fundação de Roma, onde dois irmãos seriam responsáveis pela criação da cidade. A lenda diz mais ou menos o seguinte: que na cidade de Alba Longa, depois de uma disputa pelo poder, Amúlio tirou o trono de seu irmão, o então rei Numitor. Acontece que a filha de Numitor, Réia Sìlvia, foi obrigada a ser vestal, ou seja, estava impossibilitada de ter filhos que pudessem posteriormente reclamar o trono que havia sido de seu avô, já que as vestais eram obrigadas a permanecer virgens. Só que o deus Marte acabou ficando apaixonado pela Réia Sílvia e com ela teve dois filhos, que por acaso eram gêmeos. Ao saber disso, Amúlio mandou enterrar Réia Sílvia viva e que os gêmeos fossem jogados no rio Tibre. Lançados ao rio dentro de um grande cesto, eles acabam sendo encontrados e amamentados por uma loba e depois criados por um pastor, que lhes dá o nome de Rômulo e Remo. Eles acabm voltando até a cidade de Alba Longa e depois de devolverem o trono ao seu avô, decidem escolher um local para fundarem uma nova cidade. Rômulo acha o local e o demarca com um arado, fazendo uma marca no chão. Remo acha graça disso e acaba perturbando seu irmão, que o mata. Apesar de todos esses crimes, a cidade estaria iniciada.


Paloma França
1°A

Anônimo disse...

A origem da cidade de Roma também tem uma versão lendária. Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.


Rafaela Ximenes
1°A

Rosevaldo disse...

Sua origem lendária diz que Roma foi fundada pelos descendentes de Enéias, um habitante de Tróia que fugiu para a Itália depois que sua cidade foi tomada. Os dois filhos de Enéias, Rómulo e Remo, que eram gêmeos, foram abandonados na ocasião de seu nascimento e criados por lobos até que, anos mais tarde, fundaram uma pequena cidade na região montanhosa de Roma, a qual governaram por algum tempo. Após uma dissidência entre os dois, Romulus matou seu irmão e passou a governar a cidade sozinho, chamando-a Roma.


Rosevaldo Santana
1°D

Anônimo disse...

A origem da cidade de Roma é explicada através do mito de Rômulo e Remo. Segundo a mitologia romana, os gêmeos foram jogados no rio Tibre, na Itália. Resgatados por uma loba, que os amamentou, foram criados posteriormente por um casal de pastores. Adultos, retornam a cidade natal de Alba Longa e ganham terras para fundar uma nova cidade que seria Roma.

Ayyub
1º B

Anônimo disse...

Após dominar toda a península itálica, os romanos partiram para as conquistas de outros territórios. Com um exército bem preparado e muitos recursos, venceram os cartagineses, liderados pelo general Anibal, nas Guerras Púnicas (século III a.C). Esta vitória foi muito importante, pois garantiu a supremacia romana no Mar Mediterrâneo. Os romanos passaram a chamar o Mediterrâneo de Mare Nostrum.
Após dominar Cartago, Roma ampliou suas conquistas, dominando a Grécia, o Egito, a Macedônia, a Gália, a Germânia, a Trácia, a Síria e a Palestina.

Aluno:Igor Fermin Fernandes
Série:1ºA
Nº:15

Anônimo disse...

A Origem De Roma
O império romano tem base em Enéias que como filho de Venus permitiu aos romanos afirmar sua superioridade sobre as outras nações italianas, pois acreditavam descender de uma deusa, o mesmo era de origem troiana o que atribuiu características gregas aos romanos.
Roma foi fundada pelos descendentes de Enéias, Rómulo e Remo, que eram gêmeos,
e foram abandonados na ocasião de seu nascimento e criados por uma loba (o que acredita-se ser uma prostituta pelo historiadores).Após uma dissidência entre os dois, Rômulo matou seu irmão e passou a governar a cidade sozinho, chamando-a Roma.

Raiza Salvi ^^
1° B

Anônimo disse...

Segunda a lenda, Rômulo e Remo, irmãos gêmeos eram filhos do deus grego Ares, ou Marte seu nome latino, e da mortal Réia Sílvia filha de Numitor, rei de Alba Longa.
Amúlio, irmão do rei Numitor, deu um golpe de estado, apoderou-se da coroa e fez de Numitor seu prisioneiro. Réia Sílvia foi confinada à castidade, para que Numitor não viesse a ter descendência. Entretanto Marte desposou Réia que deu a luz aos gêmeos Rômulo e Remo. Amúlio, rei usurpador, ao saber do nascimento das crianças as jogou no rio Tibre. A correntesa jogou à margem os irmãos que foram encontrados por uma loba, que teria amamentado e cuidado dos dois até que estes foram achados pelo pastor Fáustulo, que junto com sua esposa os criou como filhos.

Rômulo e Remo amamentados pela loba. O mito da fundação.

Quando adulto Remo se indispôs com pastores vizinhos, estes o tomaram e levaram a presença do rei Amúlio que o encarcerou. Fáustulo revelou a Rômulo as circunstâncias de seu nascimento, este foi ao palácio e libertou ao irmão, matou Amúlio e libertou seu avô Numitor. Numitor recompensou os netos dando-lhes direito de fundar uma cidade junto ao rio Tibre. Os dois consultaram os presságios e seguiram até a região destinada a construção da cidade. Remo dirigiu-se ao Aventino e viu seis abutres sobrevoando o monte. Rômulo indo ao Palatino, avistou doze aves, fez então um sulco por volta da colina, demarcando o Pomerium, recinto sagrado da nova cidade. Remo, enciumado por não ser o escolhido, escarneceu do irmão e, num salto, atravessou o sulco sendo morto por Rômulo, que o enterrou no Aventino.
e logo depois fundou a cidade de Roma...

Anônimo disse...

Segunda a lenda, Rômulo e Remo, irmãos gêmeos eram filhos do deus grego Ares, ou Marte seu nome latino, e da mortal Réia Sílvia filha de Numitor, rei de Alba Longa.
Amúlio, irmão do rei Numitor, deu um golpe de estado, apoderou-se da coroa e fez de Numitor seu prisioneiro. Réia Sílvia foi confinada à castidade, para que Numitor não viesse a ter descendência. Entretanto Marte desposou Réia que deu a luz aos gêmeos Rômulo e Remo. Amúlio, rei usurpador, ao saber do nascimento das crianças as jogou no rio Tibre. A correntesa jogou à margem os irmãos que foram encontrados por uma loba, que teria amamentado e cuidado dos dois até que estes foram achados pelo pastor Fáustulo, que junto com sua esposa os criou como filhos.

Rômulo e Remo amamentados pela loba. O mito da fundação.

Quando adulto Remo se indispôs com pastores vizinhos, estes o tomaram e levaram a presença do rei Amúlio que o encarcerou. Fáustulo revelou a Rômulo as circunstâncias de seu nascimento, este foi ao palácio e libertou ao irmão, matou Amúlio e libertou seu avô Numitor. Numitor recompensou os netos dando-lhes direito de fundar uma cidade junto ao rio Tibre. Os dois consultaram os presságios e seguiram até a região destinada a construção da cidade. Remo dirigiu-se ao Aventino e viu seis abutres sobrevoando o monte. Rômulo indo ao Palatino, avistou doze aves, fez então um sulco por volta da colina, demarcando o Pomerium, recinto sagrado da nova cidade. Remo, enciumado por não ser o escolhido, escarneceu do irmão e, num salto, atravessou o sulco sendo morto por Rômulo, que o enterrou no Aventino.
e logo depois fundou a cidade de Roma...

Thaís Apolinário de Brito
1ºD N°28

Anônimo disse...

A origem lendária de Roma data de 754/753 a.C., tendo sido seus criadores os gêmeos Remo e Rômulo. Conta a lenda que em Alba Longa, localizada no Latium, reinava Numitor, destronado e morto por seu irmão Amúlio. Rhea Sylvia, filha de Numitor é então encerrada num convento de vestais onde deveria permanecer virgem.
Contudo, de sua união ilícita com o deus Marte, nascem os gêmeos Remo e Rômulo, que para não ser mortos são abandonados numa floresta e são recolhidos e amamentados por uma loba. Mais tarde os dois voltam a Alba Longa e vingam o avô Numitor, destronando Amúlio.
Em função deste episódio, Remo e Rômulo recebem como prêmio uma colina à beira do Tibre, o Padino, onde edificam Roma. Os irmãos, porém, disputam o privilégio divino de ser o fundador da cidade e Rômulo mata Remo, traçando em seguida os limites da cidade.
Aluno: Adrian Joyner
Serie: 1ºD
Nº: 01

Anônimo disse...

Durante muito tempo a sucessão de reis em Alba Longa, a história de Roma recomeça no reinado de Numiator. Seu irmão Amúlio era muito ambicioso e queria de alguma forma o lugar de Numiator. E conseguiu! Mas, havia um problema. Amúlio tinha de impedir que os sucessores diretos de Amúlio pudessem um dia retomar o governo de Alba Longa. Para tirar os seus 'obstaculos' Amúlio fez de Silvia - filha única de Numiator - uma vestal. Assim, Numiator jamais teria um descendente homem.
Entretanto, o deus Marte, compadecido pela triste sorte da bela Silvia, a engravidou. Silvia deu à luz gêmeos: Rômulo e Remo.
Ao saber do nascimento dos bebês, Amúlio os seqüestrou e lançou as crianças no Rio Tibre dentro de um cesto.
Uma loba encontrou o cesto em uma das curvas do rio e amamentou os meninos. Rômulo e Remo não se transformaram em dois meninos lobos... Na verdade, um pastor da região cuidou deles até a vida adulta.
Quando cresceram Rômulo e Remo voltaram para Alba Longa, destronaram o tio usurpador e entregaram a coroa novamente para o avô Numiator. Porém, preferiram viver na região onde foram criados quando criança. Lá, criaram um asylum para acolher as passoas que passavam pela região fixando-as no local. E, finalmente, fundam a cidade de Roma.

Rebeca Ximenes ;) 1º A

Anônimo disse...

Os romanos explicavam a origem de sua cidade através do mito de Rômulo e Remo. Segundo a mitologia romana, os gêmeos foram jogados no rio Tibre, na Itália. Resgatados por uma loba, que os amamentou, foram criados posteriormente por um casal de pastores. Adultos, retornam a cidade natal de Alba Longa e ganham terras para fundar uma nova cidade que seria Roma
Provavelmente os romanos criaram essa lenda para enaltecer a origem de sua civilização, envolvendo deuses e nobres. Enéias, um príncipe troiano, filho de um mortal (rei de Tróia) e da Deusa Vênus, fugiu de sua cidade durante uma batalha. Acompanhado de alguns homens seguiu para a península itálica, onde seu filho Ascânio iniciou uma nova cidade chamada Alba Longa. Numitor e Amúlio, descendentes de Enéias, estão presentes no relato da lendária fundação de Roma.

Anônimo disse...

Os romanos explicavam a origem de sua cidade através do mito de Rômulo e Remo. Segundo a mitologia romana, os gêmeos foram jogados no rio Tibre, na Itália. Resgatados por uma loba, que os amamentou, foram criados posteriormente por um casal de pastores. Adultos, retornam a cidade natal de Alba Longa e ganham terras para fundar uma nova cidade que seria Roma
Provavelmente os romanos criaram essa lenda para enaltecer a origem de sua civilização, envolvendo deuses e nobres. Enéias, um príncipe troiano, filho de um mortal (rei de Tróia) e da Deusa Vênus, fugiu de sua cidade durante uma batalha. Acompanhado de alguns homens seguiu para a península itálica, onde seu filho Ascânio iniciou uma nova cidade chamada Alba Longa. Numitor e Amúlio, descendentes de Enéias, estão presentes no relato da lendária fundação de Roma.


aLeF Wilson.
1°C

Anônimo disse...

A documentação a respeito desse período é precária, deixando passar até os nomes dos reis que governaram na época, sendo citados apenas, alguns poucos nas obras de Virgílio e Tito Lívio.

Durante este período, o rei tinha a função executiva, judicial e religiosa, embora na área legislativa tivesse seus poderes limitados, pois o Conselho de Aciãos (uma espécie de Senado), tinha direito de veto sobre as leis que apresentava.A Cúria ( Assembléia), era responsável pela ratificação destas leis, e era composta por todos os cidadãos em idade militar.Durante este período a sociedade romana estava dividida em três classes:

Patrícios: donos de terras, criadores de gado, que possuem uma uniformidade, uma identidade econômica. Constituiam a aristocracia da época, e eram considerados os cidadãos de Roma.

Pebleus:são os proletários, pessoas pobres que correm a té mesmo o risco de se tornarem escravos por dívida.Eram livres mas não tinham direitos de cidadãos, por que não eram considerados como tal.Suas famílias não eram legalmente conhecidas, e seu único bem eram os filhos, que poderiam ser vendidos como escravos.

Escravos:eram as pessoas recrutadas entre os vencidos nas guerras, e escravos por dívida, considerados instrumentos de trabalho, sem nenhum direito político.
Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.

Aluna:Kátia dos santos rigotti
serie:1D nº15

Anônimo disse...

Segundo a lenda ,o filho de Vênus, o príncipe Enéias, fugiu de sua cidade que havia sido destruída pelos gregos, chegou ao Lácio e se casou com uma filha de um rei latino. Eles tiveram filhos, Rômulo e Remo. As duas crianças foram jogadas no Tibre por Amúlio, rei de Alba Longa. mas uma bondosa loba os amamentou, e eles por fim foram encontrados por camponeses. Quando cresceram voltaram ao reino de Alba Longa e denunciaram o rei Amúlio. Em seguida fundaram Roma em 753a.C. Mas surgiu desentendimentos entre os dois irmãos, e em uma luta Rômulo matou seu irmão Remo e se tornou o primeiro rei de Roma.

Aluna: Brendda Maia
Serie: 1ºD
Nº 03

Anônimo disse...

Provavelmente os romanos criaram essa lenda para enaltecer a origem de sua civilização, envolvendo deuses e nobres. Enéias, um príncipe troiano, filho de um mortal (rei de Tróia) e da Deusa Vênus, fugiu de sua cidade durante uma batalha. Acompanhado de alguns homens seguiu para a península itálica, onde seu filho Ascânio iniciou uma nova cidade chamada Alba Longa. Numitor e Amúlio, descendentes de Enéias, estão presentes no relato da lendária fundação de Roma.

Contudo, o deus Marte tornou Rea Sílvia mãe de dois gêmeos, Rômulo e Remo. Quando Amulio soube disso, prendeu a vestal e mandou colocar os dois recém-nascidos numa cesta para que fossem lançados no rio Tibre.

As águas do rio secaram imediatamente e as crianças ficaram abandonadas num local selvagem. Uma loba que acabara de perder seus filhos ouviu os vagidos de Rômulo e Remo e lhes deu de mamar com todo cuidado de mãe.

Natalia Rodrigues Maia
1° A

Anônimo disse...

Diz a lenda que Roma foi fundada em 753 aC por dois irmãos gêmeos, Rômulo e Remo, que eram filhos do deus Marte e foram abandonados nas margens do rio Tigre pouco depois do seu nascimento. Sobreviveram sendo amamentados por uma loba, depois foram recolhidos por um pastor e criados por uma mulher e quando cresceram disputaram o trono da cidade em que viviam. Remo, para insultar o irmão, saltou as muralhas da cidade fundada por ele e Rômulo matou Remo dizendo que quem saltasse a sua muralha morreria. Rômulo desta forma se tornou o unico vivo e a cidade recebeu seu nome. Roma vem de Rômulo.

Poliana Maziero nº20 1ªb

Deomir disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Deomir disse...

Roma construiu o maior império do mundo
antigo, dominou civilizações, construiu obras grandiosas
e deixou um imenso legado para as sociedades
contemporâneas. Forma juntamente com a Grécia o
conjunto conhecido como Antiguidade Clássica, onde
verdadeiramente ocorreria o berço do mundo ocidental.
Uma das coisas mais impressionantes a seu respeito é
que suas origens são extremamente modestas, ligadas à
camponeses e agricultores, o título de “cidade eterna” só
seria conquistado após vários séculos de história, nos
dias de hoje encontramos duas possibilidades para
analisar as suas origens, a primeira que podemos
chamar de versão histórica, construída a partir de
documentos e trabalhos arqueológicos, e a versão
lendária construída a partir do mito de Rômulo e Remo.

Deomir junior nº8
1ºD

Anônimo disse...

Rômulo e Remo, filhos da vestal Réia Sílvia e do deus Marte, foram colocados numa cesta e jogados no rio Tibre por um rei usurpador que esperava assim livrar-se deles. A cesta encalhou na margem do rio, uma loba achou-os e como ream muito pequenos, a loba amamentou-os como se fossem seus filhos, e em seguida foram recolhidos e criados pelo pastor fausto. Quando se tornaram adultos, os dois irmãos decidiram fundar uma cidade sobre o monte Palatino, no lugar onde o Tibre os havia deixado. Designado rei por sorteio, Rômulo traçou com o arado um sulco para marcar os limites da futura cidade. Adota-se geralmente 753 a.C. como o ano da fundação de Roma.

Lilan Batista
1º 'A'

Anônimo disse...

A origem da cidade de Roma também tem uma versão lendária. Conta a lenda que Roma foi fundada por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte e dizem que eles foram abandonaDOS ás margens do tibre depois de nascerem e por um grande milagre eles sobreviveram por ter sido amamentados por uma loba.E eles foram recolhidos da mata por um pastor e dados a uma mulher para criar quando cresceram brigaram pelo trono de uma nova cidade.Todos os relatos indicam que Rêmo para insultar o irmão sasltara as muralhas erguidas por Rômulo,no fim Rômulo matou seu irmão Rêmo e se tornou o primeiro rei de Roma.

Rhaíssa M. Andrade ♥
1°B n°25

. Laís Batista :) disse...

Origem lendária diz que Roma foi fundada pelos descendentes de Enéias, um habitante de Tróia que fugiu para a Itália depois que sua cidade foi tomada. Os dois filhos de Enéias, Rómulo e Remo, que eram gêmeos, foram abandonados na ocasião de seu nascimento e criados por lobos até que, anos mais tarde, fundaram uma pequena cidade na região montanhosa de Roma, a qual governaram por algum tempo.
Depois de um desentendimento entre os dois, Rômulo matou seu irmão e passou a governar a cidade sozinho, chamando-a Roma.


Laís Batista nº. 16
1º D

leonardo disse...

A lenda foi fundada por dois irmãos gêmeos,Rômulo e Remo.O seu avô o rei Numitor,mandou que colocassem os dois dentro de um cesto e lançado nas águas do rio Tibre,que corta a cidade de Roma.

Seus descendentes, Rómulo e Remo, filhos de Réia Sílvia, rainha da cidade de Alba Longa, com o deus Marte, foram jogados por Amúlio, rei da cidade, no rio Tibre. Mas foram salvos por uma loba que os amamentou, tendo em seguida encontrados por camponeses. Conta ainda a lenda que, quando adultos, os dois irmãos voltaram a Alba Longa, depuseram Amúlio e em seguida fundaram Roma, em 753 a.C.. A data tradicional da fundação (21 de abril de 753 a.C.[6]) foi convencionada bem mais tarde por Públio Terêncio Varrão, atribuindo uma duração de 35 anos a cada uma das sete gerações correspondentes aos sete mitológicos reis. Segundo a lenda, Rômulo matou o irmão e se transformou no primeiro rei de Roma.

nome:Leonardo vale
serie:1ºc

Fabii_pvh disse...

Provavelmente os romanos criaram essa lenda para enaltecer a origem de sua civilização, envolvendo deuses e nobres. Enéias, um príncipe troiano, filho de um mortal (rei de Tróia) e da Deusa Vênus, fugiu de sua cidade durante uma batalha. Acompanhado de alguns homens seguiu para a península itálica, onde seu filho Ascânio iniciou uma nova cidade chamada Alba Longa. Numitor e Amúlio, descendentes de Enéias, estão presentes no relato da lendária fundação de Roma.

Aluna: Fabiana Corrêa n°8
1°A

Anônimo disse...

Uma mulher que se chamava Silva deu à luz gêmeos:Rômolo e Remo.Ao saber do nascimento dos bebês,Amúlio(irmão de seu avô)os sequestrou e laçou as crianças no Rio Tibre dentro de um cesto.Uma loba encontrou o cesto em uma das curvas do rio e amamentou os meninos. Rômulo e Remo não se transformaram em dois meninos lobos... Na verdade, um pastor da região cuidou deles até a vida adulta.
Quando cresceram Rômulo e Remo voltaram para Alba Longa, destronaram o tio usurpador e entregaram a coroa novamente para o avô Numiator. Porém, preferiram viver na região onde foram criados quando criança. Lá, criaram um asylum para acolher as pessoas que passavam pela região fixando-as no local. E, finalmente, fundam a cidade de Roma!

Aluno:Kaike Tahuam Nº14
1ºD

erica andrea disse...

Conta a lenda que Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo e Remo, os gêmeos, filhos do deus Marte, que foram abandonados às margens do Tibre logo após o nascimento e, milagrosamente, sobreviveram amamentados por uma loba. Sabe-se que os irmãos foram recolhidos por um pastor, Fáustulo, sendo criados por uma mulher Acca Laurentia e, quando crescidos, disputaram o trono da nova cidade. Os relatos apontam que Remo, para insultar o irmão, saltara as muralhas da cidade erguida por Rômulo; este lançou-se sobre Remo e matou-o dizendo: "Assim há de morrer aquele que transpuser minhas muralhas." Desta forma Rômulo ficou sendo o único chefe, e a nova cidade recebeu o nome de seu fundador.
Aluno: Erica Andrea
Serie: 1ºA nº07

Tainá :) disse...

Segunda a lenda, Rômulo e Remo, irmãos gêmeos eram filhos do deus grego Ares, ou Marte seu nome latino, e da mortal Réia Sílvia filha de Numitor, rei de Alba Longa. Marte desposou Réia que deu a luz aos gêmeos. Amúlio, rei usurpador, ao saber do nascimento das crianças as jogou no rio Tibre. A correnteza jogou à margem os irmãos que foram encontrados por uma loba, que teria amamentado e cuidado dos dois até que estes foram achados pelo pastor Fáustulo, que junto com sua esposa os criou como filhos. Já adultos, Rómulo e Remo, tomaram consciência, por forma causal da sua ascendência real, voltaram a Alba Longa e destronaram Amúlio.
Rômulo matou o irmão Remo e passou a ser o rei de Roma.

Tainá Marques, 1ºA

thiago disse...

em hum contesto historico, relatando ah historia de roma com á´ sobrevivencia de Rômulo e Remo. huma lenda historica mitologica. teriam cidos jogados no rio Tibre pelo rei da cidade , jogados ainda quando bebês. Mas, uma loba os encontraram e os amamentou,foram encontrados por camponeses. quando grandes tornaram-se algo enportante en roma pois fudaram Roma, mais como hum fim tragico Segundo a Lenda Romulo matou o irmão e se tornou o primeiro Rei de Roma.

thiago negreiros 1°B ;D

Natã disse...

Existe uma explicação lendária sobre a origem de Roma: “Os romanos contavam uma lenda de dois irmãos gêmeos (Rômulo e Remo), que foram jogados no rio Tibre na Itália e posteriormente resgatados por uma loba que os amamentou, depois uma casal de pastores acharam eles e os criaram. Quando adultos conquistaram um enorme território que depois da morte de Remo (morto pelo seu irmão) unificou-se tornando-se Roma.”

Natã Junior N°:20 1°D

Anônimo disse...

De acordo com a lenda,existi uma explicação sobre a origem de Roma.Eles contavam uma lenda de dois irmãos gêmeos “Rômulo e Remo”,quando crianças foram jogadas no Tibre por Amúlio,rei de Alba Longa.Foram amamentados por uma loba até serem descobertos por camponeses.Quando crescidos voltaram a Alba Longa e denunciaram o rei Amúlio.Logo após fundaram Roma 753a.C.Mas ouve um desentendimento com os irmãos “Rômulo e Remo”no qual Rômulo matou seu irmão Remo e se tornou o primeiro rei de Roma.

André 1ºD

Anônimo disse...

A lenda conta que Roma foi fundada por dois irmãos gêmeos,Rômulo e Remo,por volta de 753 a.C.O seu avô o rei Numitor,mandou que colocassem os dois dentro de um cesto e lançado nas águas do rio Tibre,que corta a cidade de Roma.
Levado por correnteza,o cesto navegou rio abaixo,encalhando em um monte.Ali os dois irmão foram encontrado por uma loba que os amamentou,logo após um pastor acolheu as duas crianças e cuidou da sua guarda e educação.
Qunado adultos,Rômulo e Remo reconquistaram o trono de Alba Longa para seu avô que tinha perdido quando eles eram crianças.
Assim receberam permissão para funda uma cidade na região onde a loba os havia encontrado,para ficar com o trono da cidade fundada Rômulo matou seu irmão.Do nome Rômulo deriva o nome da cidade de Roma

Sthefanne 1º A nº 28

Nicole Stodulski disse...

Explicação mitológica
Os romanos explicavam a origem de sua cidade através do mito de Rômulo e Remo.
De acordo a mitologia romana, os gêmeos foram jogados no rio Tibre, na Itália. Salvos por uma loba, que os amamentou, foram criados depois por um casal de pastores.
Já na idade Adulta, retornam a cidade natal de Alba Longa, e ganham terras para fundar uma nova cidade que virou Roma.


1° A
Nicole Stodulski n°21
:)

Paulo disse...

Se a monarquia portuguesa não fosse uma das mais desordenadas e conservadoras da Europa,a transferência da corte para o Brasil poderia ter acontecido bem antes,sem necessidade do empurrãozinho napoleônico.A ideia começou a ser formulada logo depois da reconstrução de Portugal como reino independente em 1640 .O pais tinha passado os 60 anos anteriores sob dominio da Espanha,massua segurança não era garantida.Mas,se Portugal era vunerável,seria muito dificil para um inimigo europeu invadir e ocupar as enorme extençãos do Brasil.Por isso,no começo do século 18,o diplomata Luís Da Cunha escreveu para o rei João V ' Considerei que a Sua Majestade se achava na idade de ver potentissimo e bem povoado aquele imenso continente do Brasil; e nele tomasse o titulo de imperador do Ocidente. '
Uma vez que se sentiram precionados,partiram sem cumprir acordos,o bloqueio continental imposto por Napoleão e assim quebrando o pacto colonial,trazendo por Brasil um nova tática de império,a abertura dos portos.


*criação do Banco do Brasil; *criação do Jardim Botânico e da biblioteca real;
*criação da Academia das Belas Artes.
Paulo nº28 2ºC

Anônimo disse...

A lenda conta que Roma foi fundada por dois irmãos gêmeos,Rômulo e Remo.O seu avô o rei Numitor,mandou que colocassem os dois dentro de um cesto e lançado nas águas do rio Tibre,que corta a cidade de Roma.
Levado por correnteza,o cesto navegou rio abaixo,encalhando em um monte.Ali os dois irmão foram encontrado por uma loba que os amamentou,logo após um pastor acolheu as duas crianças e cuidou da sua guarda e educação.
Qunado adultos,Rômulo e Remo reconquistaram o trono de Alba Longa para seu avô que tinha perdido quando eles eram crianças.
Assim receberam permissão para funda uma cidade na região onde a loba os havia encontrado,para ficar com o trono da cidade fundada Rômulo matou seu irmão.Do nome Rômulo deriva o nome da cidade de Roma.

Aluna :Iasmile rabelo.
1ºA

Anônimo disse...

“Perseguido pela cruel Juno, inimiga tradicional
dos troianos, Enéias, filho de Anquises, último rei de
Tróia, e de Vênus, chega ao Lácio. Após a morte de
Enéias, seu filho Ascânio funda Alba Longa no sopé
dos montes Albanos. Durante trezentos anos,
seguem-se doze sucessores de Ascânio. O décimo
segundo, Numitor, é destronado por seu irmão Amúlio
que, para eliminar possíveis concorrentes, obriga a
filha de Numitor, Rea Silvia, a tornar-se vestal. O deus
Marte dá a Rea dois filhos gêmeos: Rômulo e Remo,
os quais, por ordem do tio-avô, são expostos no Tigre.
Uma loba, entretanto, amamenta-os na gruta de
Lupercal, no ângulo sudoeste do Palatino. Um casal
de pastores recolhe-os e cria-os. Ao atingirem a
adolescência, os gêmeos matam o usurpador e
restituem o trono ao avô Numitor, recebendo em
recompensa a região da futura Roma.

Sara tereza
1°c n°24

\o/