domingo, 7 de setembro de 2008

8ª série - atividade



Faça uma análise sobre as imagens acima.

53 comentários:

ulyssesras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luis henrique disse...

O Capitalismo na sua estrutura de propriedade, prega a propriedade privada, pois a maioria dos meios necessários para a produção, tais como fábricas, terras, máquinas, usinas, portos, ferrovias, minas dentre outras formas, pertencem a agentes econômicos privados, salvo às exceções em que o Estado é dono de muitos meios de produção existentes no país. Já o Socialismo prega a divisão por igual dos bens produzidos em determinadas regiões ou locais.
O objetivo principal do Capitalismo é buscar incessantemente a lucratividade, salvo as exceções de que empresas privadas que operam no vermelho, possuem grandes riscos de irem à falência, enquanto que empresas estatais possuem subsídios governamentais. No Socialismo, a lucratividade não possui importância, pois a produção é feita somente para as necessidades de consumo, não precisando ou não tendo que produzir mais para vender, como ocorre no Capitalismo, que quanto mais produz, maior será a possibilidade de possuírem lucros.

Diferentemente do que ocorre no capitalismo, onde as desigualdades sociais são imensas, o socialismo é um modo de organização social no qual existe uma distribuição equilibrada de riquezas e propriedades, com a finalidade de proporcionar a todos um modo de vida mais justo.

luis henrique disse...

O Capitalismo na sua estrutura de propriedade, prega a propriedade privada, pois a maioria dos meios necessários para a produção, tais como fábricas, terras, máquinas, usinas, portos, ferrovias, minas dentre outras formas, pertencem a agentes econômicos privados, salvo às exceções em que o Estado é dono de muitos meios de produção existentes no país. Já o Socialismo prega a divisão por igual dos bens produzidos em determinadas regiões ou locais.
O objetivo principal do Capitalismo é buscar incessantemente a lucratividade, salvo as exceções de que empresas privadas que operam no vermelho, possuem grandes riscos de irem à falência, enquanto que empresas estatais possuem subsídios governamentais. No Socialismo, a lucratividade não possui importância, pois a produção é feita somente para as necessidades de consumo, não precisando ou não tendo que produzir mais para vender, como ocorre no Capitalismo, que quanto mais produz, maior será a possibilidade de possuírem lucros.

Diferentemente do que ocorre no capitalismo, onde as desigualdades sociais são imensas, o socialismo é um modo de organização social no qual existe uma distribuição equilibrada de riquezas e propriedades, com a finalidade de proporcionar a todos um modo de vida mais justo.

yasmin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ulyssesras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ulyssesras disse...

O socialismo e o capitalismo nessa epoca brigavam pelo poder economico e social. Os dois blocos economicos entraram em guerra que foi chamada de: Guerra Fria.
Durante os anos de 1945 e 1991 esses dois paises lutavam pelo poder incluindo se fosse necessario ataques nucleares. A união sovietica estava perdendo mão-de-obra para o capitalismo e o maior ponto de fuga era pela Alemanha.A união sovietica para acabar com a fuga construiu 1 muro que dividia o bloco Socialista do Capitalista. Com a queda da União Sovietica em 1991 o muro de berlim foi demolido e o capitalismo tomou conta do mundo.

Aluno: Ulysses Rodrigues dos Anjos Silva, Dannyelle Goes
Serie: 8ºC Nº: 26, 05

Ariadne disse...

o Capitalismo sistema econômico, político e social no qual os agentes econômicos empresários, proprietários dos meios de produção permitem que esta produção seja comercializada num mercado, onde as transações são de natureza monetária.
Comumente definido como um sistema de organização de sociedade baseado na propriedade privada dos meios de produção e propriedade intelectual, e na liberdade de contrato sobre estes bens livre-mercado. "Capitalismo" é o nome que se dá às atitudes econômicas decorrentes naturalmente numa sociedade que respeita a propriedade privada e a liberdade de contrato. As pessoas quando sujeitas a estas condições, com o intuito de satisfazer seus desejos e/ou necessidades, tendem espontaneamente a dirigir seus esforços no sentido de acumular capital, o qual é então usado como moeda de troca a fim de adquirir os serviços e produtos desejados. Como se percebe, o nome veio a calhar, pois informa diretamente uma das principais características imanentes, que é o acúmulo de capital embora nenhum indivíduo seja obrigado legalmente a acumulá-lo.


O Socialista,Ao longo de décadas, o chamado Socialismo real alterou profundamente a semântica do termo "Socialismo", que hoje é erroneamente associado por alguns ao totalitarismo e ao desrespeito a certos direitos humanos. O desafio que enfrentam alguns teóricos de hoje é associar a idéia de socialismo à democracia e devolver valores humanísticos em seus ideais, que apesar de serem incluídos na teoria marxista original, nunca foram postos em prática. De fato, atualmente, muitas correntes de pensamento divergem acerca do socialismo. Algumas não crêem que as experiências taxadas de socialistas URSS sendo o maior exemplo possam realmente ser assim consideradas, por não terem se mantido fiéis à proposta dos pensadores originais - já que os meios de produção pertenciam ao Estado controlado por burocratas e não ao povo trabalhador.

Anônimo disse...

O Socialismo é um sistema político-econômico ou uma linha de pensamento criado no século XIX para confrontar o liberalismo e o capitalismo. A idéia foi desenvolvida a partir da realidade na qual o trabalhador era subordinado naquele momento, como baixos salários, enorme jornada de trabalho entre outras. No capitalismo, as classes não mais se relacionam pelo vínculo da servidão (período Feudal da Idade Média), mas pela posse ou carência de meios de produção e pela contratação livre do trabalho. São chamados capitalistas os países cujo modo de produção dominante é o capitalista. Neles coexistem, no entanto, outros modos de produção e outras classes sociais, além de capitalistas e assalariados, como artesãos e pequenos agricultores. Nos países menos desenvolvidos, parte da atividade econômica assume formas pré-capitalistas, exemplificadas pelo regime da meia ou da terça, pelo qual o proprietário de terras entrega a exploração destas a parceiros em troca de uma parte da colheita.

Anônimo disse...

O Capitalismo e o Socialismo são duas formas de modelos econômicos totalmente diferentes um do outro. É como se fossem a comparação entre a soma e a subtração, ou o negativo e o positivo.
O Capitalismo na sua estrutura de propriedade, prega a propriedade privada, pois a maioria dos meios necessários para a produção, tais como fábricas, terras, máquinas, usinas, portos, ferrovias, minas dentre outras formas, pertencem a agentes econômicos privados, salvo às exceções em que o Estado é dono de muitos meios de produção existentes no país. Já o Socialismo prega a divisão por igual dos bens produzidos em determinadas regiões ou locais.
O objetivo principal do Capitalismo é buscar incessantemente a lucratividade, salvo as exceções de que empresas privadas que operam no vermelho, possuem grandes riscos de irem à falência, enquanto que empresas estatais possuem subsídios governamentais. No Socialismo, a lucratividade não possui importância, pois a produção é feita somente para as necessidades de consumo, não precisando ou não tendo que produzir mais para vender, como ocorre no Capitalismo, que quanto mais produz.

aluna: Tamara Moraes Seabra
Nº:25 8ªc

Anônimo disse...

capitalismi comecial ou pré-capitalimo Este período estende-se do século XVI ao XVIII. Inicia-se com as Grandes Navegações e Expansões Marítimas Européias, fase em que a burguesia mercante começa a buscar riquezas em outras terras fora da Europa. Os comerciantes e a nobreza estavam a procura de ouro, prata, especiarias e matérias-primas não encontradas em solo europeu. Estes comerciantes, financiados por reis e nobres, ao chegarem à América, por exemplo, vão começar um ciclo de exploração, cujo objetivo principal era o enriquecimento e o acúmulo de capital. Neste contexto, podemos identificar as seguintes características capitalistas : O lucro ficava com o empresário que pagava um salário baixo pela mão-de-obra dos operários. As indústrias, utilizando máquinas à vapor, espalharam-se rapidamente pelos quatro cantos da Europa. O capitalismo ganhava um novo formato.
Muitos países europeus, no século XIX, começaram a incluir a Ásia e a África dentro deste sistema. Estes dois continentes foram explorados pelos europeus, dentro de um contexto conhecido como neocolonialismo. As populações destes continentes, foram dominadas a força e tiveram suas matérias-primas e riquezas exploradas pelos europeus. Eram também forçados a trabalharem em jazidas de minérios e a consumirem os produtos industrializados das fábricas européias. o socialismo O Socialismo é um sistema político-econômico ou uma linha de pensamento criado no século XIX para confrontar o liberalismo e o capitalismo. A idéia foi desenvolvida a partir da realidade na qual o trabalhador era subordinado naquele momento, como baixos salários, enorme jornada de trabalho entre outras.

Anônimo disse...

No capitalismo, as classes não mais se relacionam pelo vínculo da servidão (período Feudal da Idade Média), mas pela posse ou carência de meios de produção e pela contratação livre do trabalho. São chamados capitalistas os países cujo modo de produção dominante é o capitalista. Neles coexistem, no entanto, outros modos de produção e outras classes sociais, além de capitalistas e assalariados, como artesãos e pequenos agricultores. Nos países menos desenvolvidos, parte da atividade econômica assume formas pré-capitalistas, exemplificadas pelo regime da meia ou da terça, pelo qual o proprietário de terras entrega a exploração destas a parceiros em troca de uma parte da colheita.

lorrayne Ananda 8c

veronica disse...

O capitalismo e o socialismo são dois tipos de sistema sócio-econômico bastante diferentes um do outro.
O capitalismo sistema mais antigo caracteriza-se por apresentar uma economia de mercado e uma sociedade de classes. O socialismo nascido com o objetivo de derrubar o capitalismo caracteriza-se por apresentar uma economia planificada e uma sociedade sem classes.
Com teorias opostas, esses dois sistemas econômicos acabou dividindo o mundo em dois, o países capitalistas e os países socialistas, ocorrendo assim a bipolarização do mundo onde dus super potências entraram em conflitos pela hegemonia mundial. De um lado estava o bloco capitalista(EUA) e de outro lado o bloco socialista (União Soviética), acabando em 1991 com a vitória do bloco capitalista (EUA) que hoje prevalece em todos os países, menos na Cuba.

yasmin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
phellipe disse...

os americanos falam sobre o Capitalismo,ele defendem a liberdade individual e a democracia na sociedade dele as pessoas não sao presas ao desrespeitar o governo e o estado,e o socialismo nao funciona por que a natureza humana coperativa.

Os Russos falam sobre o Socialismo por que o que as pessoas chamam de Capitalismo e na verdade a liberdade e a burguesia para tirar o povo e a miseriao capitalismo não evita as crises,e o socialismo acabou com a pobresa e a desigualdade social.

sara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sara disse...

O Socialismo ateu (“científico”, na linguagem dos marxistas), ficou famoso ao ser adotado pela antiga União Soviética, Cuba, Vietnam, Albânia, Coréia do norte tornando-se, no entanto, mais conhecido como Comunismo. Já o Socialismo Católico (“utópico” na linguagem dos marxistas), é parcialmente utilizado por países europeus de maioria católica (França, Itália, Espanha etc.).

O Capitalismo e o Socialismo, ou a Direita e a Esquerda, ou ainda o Liberalismo e o Comunismo referem-se a conceitos opostos. Mas, numa análise mais detalhada constatamos que podemos, também, considerá-los complementares. Apesar das grandes diferenças os dois lados são representativos e têm suas respectivas finalidades dentro de uma organização social.
nome:sara tereza n°23 8c
nome:yasmin duarte n°28 8°c

. Laís Batista :) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

O objetivo principal do Capitalismo é buscar incessantemente a lucratividade, salvo as exceções de que empresas privadas que operam no vermelho, possuem grandes riscos de irem à falência, enquanto que empresas estatais possuem subsídios governamentais. No Socialismo, a lucratividade não possui importância, pois a produção é feita somente para as necessidades de consumo, não precisando ou não tendo que produzir mais para vender, como ocorre no Capitalismo, que quanto mais produz, maior será a possibilidade de possuírem lucros.

aluno:Bruno Henrique
8°D n°5

Anônimo disse...

Socialismo>>
Sistema baseado na economia planificada, num estado capitalista não existe propriedade privada e as riquezas são distribuidas igualmente para a população, a politica socialista aplicada em paises capitalistas a principio causa um grande choque, primeiro que assim grande parte das empresas perteceriam ao governo em segundo lugar desagradaria a elite do país.


Capitalismo>>Sistema socio-politico baseado na "economia de mercado", a lei da oferta e da procura, o capitalismo prega que é impossivel conseguir criar um estado em que as desiguadades sociais não existam, sendo assim aplica a "chance igual para todos" de conseguir a riqueza, atravez do esforço.
Porem segundo o socialismo o capitalismo nada mais é do que um sistema que tira dos pobres para dar aos ricos, que o capitalismo incita o imperialismo, serve apenas para manter a elite no poder...deixa os ricos cada vez mais ricos e os pobres mais pobres.

Gustavo nº12
8ª D

Anônimo disse...

Socialismo>>
Sistema baseado na economia planificada, num estado capitalista não existe propriedade privada e as riquezas são distribuidas igualmente para a população, a politica socialista aplicada em paises capitalistas a principio causa um grande choque, primeiro que assim grande parte das empresas perteceriam ao governo em segundo lugar desagradaria a elite do país.


Capitalismo>>Sistema socio-politico baseado na "economia de mercado", a lei da oferta e da procura, o capitalismo prega que é impossivel conseguir criar um estado em que as desiguadades sociais não existam, sendo assim aplica a "chance igual para todos" de conseguir a riqueza, atravez do esforço.
Porem segundo o socialismo o capitalismo nada mais é do que um sistema que tira dos pobres para dar aos ricos, que o capitalismo incita o imperialismo, serve apenas para manter a elite no poder...deixa os ricos cada vez mais ricos e os pobres mais pobres.

Aluno:Andre França da Silva
8ªD Nº:02

Anônimo disse...

o socialismo
o livro a ideologia do socialismo guridico,de José Carlos Mendonça é o minimo "oportuno",tal como coloca Eliza de Souza Lima no prefacio a esta obra.Sem duvida,Mendonça discute
uma tematica interesantissima e atual,embora tabem antiga.Esse jogo de antiguidade-atualidade e bastante interessante.A questao juridica,ja abordada por engles,kautsky,korsch,ganharia novo empuso com a contra-revoluçao burocratica da Russia ao instaurar um capitalismo estatal e produzir a necessidade de uma nova ideologia juridica.
capitalista
meu ultimo artigo,chamei atençao para uma curiosidade analogica entre o feudalismo eo"socialismo real",tal como este existiu,por exemplo,na uniao sovietica.No modo de produçao feudal,era fundamental para o propio funcionamento da economia que una unica ideologia,isto é catolicismo fosse compartilhada por praticamente toda a sociedade.

Anônimo disse...

O Capitalismo e o Socialismo são duas formas de modelos economicos totalmente diferente um do outro. É como se fossem a comparação entre a soma e a subtração, ou negativo e o positivo.O capitalismo é um antigo sistema bem antigo que tinha como abjetivo a produção, acumulação de riquezas através do comércio.Os mais ricos compravam a mão-de-m obra dos mais pobres,e assim dessa forma aqueles com maior poderde capital se enriqueciam,gerandoassim a desigualdade social. No socialismo a proposta era bem diferente. Os pensadores humanistas tinham em mente, criar um sistema sócio-economico bem forte, onde acabariam com as desigualdades sociais. Com teorias bem diferentes, esses dois sistemas economicos acabaram dividindo o mundo em dois, os países capitalistas, e os socialistas.
A partir de então, a bipolaridade que marcou o cenario geopolitico internacional no pos-guerra ja estava configurada.Isto porque duas grandes potencias vencedoras - a capitalista, representada pelos Estados Unidos, e a socialista, representada pela Uniao Sovietica - tinham projetos antagonicas, nao so a Alemanha como tambem para toda Europa. No entanto, a nova ordem que começou a ser construida desde então não representa uma completa ruptura com o passado. Pelo contrário, só pode ser compreendida a partir dos elementos da velha ordem, que continuou presentes.

Cláuber e Adrian
8°D

Anônimo disse...

o socialismo
o livro a ideologia do socialismo guridico,de José Carlos Mendonça é o minimo "oportuno",tal como coloca Eliza de Souza Lima no prefacio a esta obra.Sem duvida,Mendonça discute
uma tematica interesantissima e atual,embora tabem antiga.Esse jogo de antiguidade-atualidade e bastante interessante.A questao juridica,ja abordada por engles,kautsky,korsch,ganharia novo empuso com a contra-revoluçao burocratica da Russia ao instaurar um capitalismo estatal e produzir a necessidade de uma nova ideologia juridica.
capitalista
meu ultimo artigo,chamei atençao para uma curiosidade analogica entre o feudalismo eo"socialismo real",tal como este existiu,por exemplo,na uniao sovietica.No modo de produçao feudal,era fundamental para o propio funcionamento da economia que una unica ideologia,isto é catolicismo fosse compartilhada por praticamente toda a sociedade.

Alunas:Bruna pereira
:Cristelle Carolline
serie:8•D

Anônimo disse...

Capitalismo e socialismo na Guerra Fria.

A Grerra fria começou a se desenhar após a segunda querra mundial,a capital de Berlin foi ocupada ficando dividida entre os russos a leste e ,franceses , ingleses e americanos a oeste.
Foi ai que a bipolaridade que marcou o cenario geopolitico internacional no pós-guerra ja estava configurada, isso poque as potencias vencedoras ( a capitalista e a socialista) tinham progetos para toda a europa.
O antagonismo foi entao esclarecido quando o presidente declarou a espançao soviética e tambem asiatica.
Desde 1945 os soviéticos transformaram o territorio do leste europeu em araas ocupadas alegando nececidade de manter cegurançA junto as fronteiras.
A influencia soviética para dar conta do progeto de convenção,
financiou a recontrução e fortalacimento economico da europa,atraves do (pano Marshal) dos paises do sudeste e leste asiatico.atrvez do plano Colombo.
eles envouveram-se em grerras localisadas onde esiste a oposição emtre capitalismo e socialismo com as grerras da Coreia.
A Gurre fria se consolidou ,no ponto de vista equilibrio do poder,apartir da criação das grandes organizaçoe militares: A Oton,pacto de varsovia,que tinha como obijetivo inpedir a espanção do capitalismo e socialismo.
Com a queda do muro de Berlin(grande cimbolo da bipolaridade)"acabou" a divisao de socialismo e capitalismo.

Brendda maia 8ªD nº 03

Anônimo disse...

de um lado estava o conjunto de paises socialistas liderados pela união sovietica,de outro os pais capitalistas lideradospelos estados unidos.
em 1947 determinou entre 2 blocos se acentuaramo nives parecia estar em guerra,excetou do enfrentou militar direto isso o conflito ficou conhecido como guerra fria.
partido daí ficou claro que uma guerra entre as 2 supertotencias desembocaria num conflito nuclear ,no qual ambas seriam destruidas e nao havia vencedores.
a guerra fria e o equilibrio do terror perduraram entre as duas superpotecias ate 1989-1991.
nesses anos ocorreu ,respectivamente,a queda do muro de berlim e o fim da uniao sovietica,acontecimento que marcaram a desagregaçao do mundo solialistas encerrando a guerra fria.
Diferentemente do que ocorre no capitalismo, onde as desigualdades sociais são imensas, o socialismo é um modo de organização social no qual existe uma distribuição equilibrada de riquezas e propriedades, com a finalidade de proporcionar a todos um modo de vida mais justo.
O Capitalismo e o Socialismo, ou a Direita e a Esquerda, ou ainda o Liberalismo e o Comunismo referem-se a conceitos opostos. Mas, numa análise mais detalhada constatamos que podemos, também, considerá-los complementares. Apesar das grandes diferenças os dois lados são representativos e têm suas respectivas finalidades dentro de uma organização social.
no mesmo ano da doutrina truman foi adotado tambem o programa de recuperaçao europeia formaulado pelo secretario de estado norte-americano george marshall.esse plano
era parte de estrategia de contençao do socialismo,que saira fortalecido da vitoria contra a alemanha nazista.o objetivo era impedir que essas naçaoes passassem por uma revoluçao social e se tornassem aliadas da uniao sovietica com os paises da europa oriental.

aluna:katia dos santos rigotti 8ªD Nº15

Anônimo disse...

de um lado estava o conjunto de paises socialistas liderados pela união sovietica,de outro os pais capitalistas lideradospelos estados unidos.
em 1947 determinou entre 2 blocos se acentuaramo nives parecia estar em guerra,excetou do enfrentou militar direto isso o conflito ficou conhecido como guerra fria.
partido daí ficou claro que uma guerra entre as 2 supertotencias desembocaria num conflito nuclear ,no qual ambas seriam destruidas e nao havia vencedores.
a guerra fria e o equilibrio do terror perduraram entre as duas superpotecias ate 1989-1991.
nesses anos ocorreu ,respectivamente,a queda do muro de berlim e o fim da uniao sovietica,acontecimento que marcaram a desagregaçao do mundo solialistas encerrando a guerra fria.
Diferentemente do que ocorre no capitalismo, onde as desigualdades sociais são imensas, o socialismo é um modo de organização social no qual existe uma distribuição equilibrada de riquezas e propriedades, com a finalidade de proporcionar a todos um modo de vida mais justo.
O Capitalismo e o Socialismo, ou a Direita e a Esquerda, ou ainda o Liberalismo e o Comunismo referem-se a conceitos opostos. Mas, numa análise mais detalhada constatamos que podemos, também, considerá-los complementares. Apesar das grandes diferenças os dois lados são representativos e têm suas respectivas finalidades dentro de uma organização social.
no mesmo ano da doutrina truman foi adotado tambem o programa de recuperaçao europeia formaulado pelo secretario de estado norte-americano george marshall.esse plano
era parte de estrategia de contençao do socialismo,que saira fortalecido da vitoria contra a alemanha nazista.o objetivo era impedir que essas naçaoes passassem por uma revoluçao social e se tornassem aliadas da uniao sovietica com os paises da europa oriental.

aluna:katia dos santos rigotti 8ªD Nº15

Anônimo disse...

A Guerra Fria foi a desiguinação a tribuida ao conflito politico-ideologico entre os estados unidos (EUA) defensores capitalismo, e a União Sovietica (URSS), defensora do Socialismo, compreendendo o periodo entre o final da segunda guerra mundial(1945)e a extinçao da uniao sovietica(1991).

Foi chamada da´´fia`` porque nao houve um combate fisico direto.norte-americanos e sovieticos travaram uma luta ideologica entre eles nesse tempo.se um governo socialista implantando no governo-norte americano seria uma ameaça entre eles isso em alguns paises do terceiro mundo, se um movimento popular combatesse ao um aliado aos EUA,logo receberia apoio sovietico.THAIS nº 27
8ª D

matheus leandro disse...

Capitalismo é o sistema econômico que se caracteriza pela propriedade privada dos meios de produção e pela liberdade de iniciativa dos próprios cidadãos.

No sistema capitalista, as padarias, as fábricas, confecções, gráficas, papelarias etc., pertencem a empresários e não ao Estado. Nesse sistema, a produção e a distribuição das riquezas são regidas pelo mercado, no qual, em tese, os preços são determinados pelo livre jogo da oferta e da procura. O capitalista, proprietário de empresa, compra a força de trabalho de terceiros para produzir bens que, após serem vendidos, lhe permitem recuperar o capital investido e obter um excedente denominado lucro. No capitalismo, as classes não mais se relacionam pelo vínculo da servidão (período Feudal da Idade Média), mas pela posse ou carência de meios de produção e pela livre contratação do trabalho e/ou tabalhadores.



São chamados capitalistas os países cujo modo de produção dominante é o capitalista. Neles coexistem, no entanto, outros modos de produção e outras classes sociais, além de capitalistas e assalariados, como artesãos e pequenos agricultores. Nos países menos desenvolvidos, parte da atividade econômica assume formas pré-capitalistas, exemplificadas pelo regime da meia ou da terça, pelo qual o proprietário de terras entrega a exploração destas a parceiros em troca de uma parte da colheita.

Outros elementos que caracterizam o capitalismo são a acumulação permanente de capital; a geração de riquezas; o papel essencial desempenhado pelo dinheiro e pelos mercados financeiros; a concorrência, a inovação tecnológica ininterrupta e, nas fases mais avançadas de evolução do sistema, o surgimento e expansão das grandes empresas multinacionais. A divisão técnica do trabalho, ou seja, a especialização do trabalhador em tarefas cada vez mais segmentadas no processo produtivo, é também uma característica importante do modo capitalista de produção, uma vez que proporciona aumento de produtividade. O modelo capitalista também é chamado de economia de mercado ou de livre empresa.
A partir da primeira guerra mundial, o quadro do capitalismo mundial sofreu importantes alterações: o mercado internacional restringiu-se; a concorrência americana derrotou a posição das organizações econômicas européias e impôs sua hegemonia inclusive no setor bancário; o padrão-ouro foi abandonado em favor de moedas correntes nacionais, notadamente o dólar americano, e o movimento anticolonialista recrudesceu.

Os Estados Unidos, depois de liderarem a economia capitalista mundial até 1929, foram sacudidos por violenta depressão econômica que abalou toda sua estrutura e também a fé na infalibilidade do sistema. A política do liberalismo foi então substituída pelo New Deal: a intervenção do estado foi implantada em muitos setores da atividade econômica, o ideal do equilíbrio orçamentário deu lugar ao princípio do déficit planejado e adotaram-se a previdência e a assistência sociais para atenuar os efeitos das crises. A progressiva intervenção do estado na economia caracterizou o desenvolvimento capitalista a partir da segunda guerra mundial. Assim, foram criadas empresas estatais, implantadas medidas de protecionismo ou restrição na economia interna e no comércio exterior e aumentada a participação do setor público no consumo e nos investimentos nacionais.
matheus leandro rodrigues nº:19 8ºD

matheus leandro disse...

Socialismo é a denominação genérica de um conjunto de teorias socioeconômicas, ideologias e políticas que postulam a abolição das desigualdades entre as classes sociais. Incluem-se nessa denominação desde o socialismo utópico e a social-democracia até o comunismo e o anarquismo.

As múltiplas variantes de socialismo partilham de uma base comum de tendência sentimental e humanitária. Para caracterizar uma sociedade exclusivamente socialista é necessário que estejam presentes os seguintes elementos: limitação do direito à propriedade privada, controle dos principais recursos econômicos pelos poderes públicos com a finalidade, teórica, de promover a igualdade social, política e jurídica.





História do Socialismo: A revolução industrial iniciada na Grã-Bretanha, no século XVIII, estabeleceu um tipo de sociedade dividida em duas classes sobre as quais se sustentava o sistema capitalista: a burguesia (empresariado), e o proletariado (trabalhadores assalariados). A burguesia, formada pelos proprietários dos meios de produção, conquistou o poder político na França, com a revolução de 1789, e depois em vários países. Nessa ocasião o modelo capitalista se afirmou ideologicamente com base nos princípios do liberalismo: liberdade econômica, propriedade privada e igualdade perante a lei. A grande massa da população proletária, no entanto, permaneceu inicialmente excluída do cenário político. Logo ficou claro que a igualdade jurídica não era suficiente para equilibrar uma situação de desigualdade econômica e social, na qual uma classe reduzida, a burguesia, possuía os meios de produção enquanto a maioria da população não conseguia prosperar. Aí então surgiram as idéias socialistas
Um dos primeiros precursores do socialismo utópico (socialismo, na prática, insustentável) foi o revolucionário francês François-Noël Babeuf, que, inspirado nas idéias de Jean-Jacques Rousseau, tentou em 1796 subverter a nova ordem econômica (“burguesa”) por meio de um levante popular. Foi preso e condenado à morte na guilhotina.

A crescente degradação das condições de vida da classe operária motivou o surgimento dos diversos teóricos do chamado socialismo utópico, alguns dos quais tentaram, sem sucesso, criar comunidades e unidades econômicas baseadas em princípios socialistas de inspiração humanitária e religiosa (católica principalmente).

Fim do "socialismo real" (comunismo): Na última década do século XX chegou ao fim, de forma inesperada, abrupta e inexorável, o modelo socialista criado pela União Soviética. O próprio país, herdeiro do antigo império russo, deixou de existir. Nos anos que se seguiram, cientistas políticos das mais diversas tendências se dedicaram a estudar as causas e conseqüências de um fato histórico e político de tanta relevância. Dentre os fatores explicativos do fim do chamado "socialismo real" da União Soviética destacam-se a incapacidade do país de acompanhar a revolução tecnológica contemporânea, especialmente na área da informática, a ausência de práticas democráticas e a frustração das expectativas de progresso material da população. As explicações sobre o colapso da União Soviética abrangem os demais países do leste europeu que, apesar de suas especificidades, partilharam das mesmas carências.
Socialismo no Brasil: O primeiro partido socialista brasileiro foi fundado em 1902, em São Paulo, sob a direção do imigrante italiano Alcebíades Bertollotti, que dirigia o jornal Avanti, vinculado ao Partido Socialista Italiano.

A fundação do Partido Comunista Brasileiro, em 1922, e seu rápido crescimento sufocaram as dezenas de organizações anarquistas que na década anterior chegaram a realizar greves importantes. Pouco antes da revolução de 1930, Maurício de Lacerda organizou a Frente Unida das Esquerdas.

Proibida a atividade político-partidária durante a ditadura Vargas, o socialismo voltou a se desenvolver em 1945, com a criação da Esquerda Democrática, que em agosto de 1947 foi registrada na justiça eleitoral com o nome de Partido Socialista Brasileiro.

Com o golpe militar de 1964, todos os partidos políticos foram dissolvidos e as organizações socialistas puderam atuar apenas na clandestinidade. A criação do bipartidarismo em 1965 permitiu que os políticos de esquerda moderada se abrigassem na legenda do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição consentida ao regime militar, ao lado de conservadores e liberais.

matheus leandro rodrigues nº:19 8ºD

NATÃ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
NATÃ disse...

O Capitalismo (baseado na economia de mercado) é um sistema sócio econômico no qual as pessoas e as empresas detêm a posse dos meios de produção organizando o trabalho com o objetivo de lucrar, atuando no mercado através da livre concorrência. Já o Socialismo (baseado na economia planificada) tem como objetivo fazer o bem coletivo e da justiça social, através da distribuição da renda nacional igualmente entre todas as pessoas do país sem desigualdade social (ou então, diminuir um pouco o índice de desigualdade no país).

ALUNO: NATÃ JUNIOR NÚMERO: 20

Janaina disse...

Cpitalismo é o sitema economico que se caracteriza pela propriedade privada dos meios de produção e pela liberdade de iniciativa dos próNo sistema capitalista, as padarias, as fábricas, confecções, gráficas, papelarias etc., pertencem a empresários e não ao Estado. Nesse sistema, a produção e a distribuição das riquezas são regidas pelo mercado, no qual, em tese, os preços são determinados pelo livre jogo da oferta e da procura.São chamados capitalistas cujo modo de produção dominante é o capitalista.O capitalismo no entanto apesar de duramente criticado pelos socialistas mostrou uma notavel capacidade de adaptação a novas circunstâncias, fossem elas decorrentes do processo tecnologico, da existências de modelos econômicos alternativos ou da crescente complexidade das relações internacionais.

simone lorena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
simone lorena disse...

Capitalismo, sistema econômico, político e social no qual os agentes econômicos (empresários), proprietários dos meios de produção permitem que esta produção seja comercializada num mercado, onde as transações são de natureza monetária.
O Capitalismo, segundo seus defensores, é o meio mais eficiente e eficaz de prosperidade, desenvolvimento e eliminação de pobreza nas sociedades, devido ao seguinte argumento central: cada indivíduo, por depender basicamente do seu próprio esforço, por ter direito a acumular e desfrutar dos produtos gerados por este esforço, por ter de assumir e colocar em risco seu próprio patrimônio é altamente motivado a utilizar seus recursos (materiais e intelectuais) da melhor forma (mais eficiente) possível, e a melhor possível é a que gera maior riqueza para a sociedade, já que os indivíduos dependem de transações voluntárias.

Socialismo é um sistema sócio-político caracterizado pela apropriação dos meios de produção pela coletividade. Abolida a sua propriedade privada destes meios, todos se tornariam trabalhadores, tomando parte na produção, e as desigualdades sociais tenderiam a ser drasticamente reduzidas uma vez que a produção, sendo social, poderia ser equitativamente distribuída.
O desafio que enfrentam alguns teóricos de hoje é associar a idéia de socialismo à democracia e devolver valores humanísticos em seus ideais, que apesar de serem incluídos na teoria marxista original, nunca foram postos em prática. De fato, atualmente, muitas correntes de pensamento divergem acerca do socialismo. Algumas não crêem que as experiências taxadas de socialistas (URSS sendo o maior exemplo) possam realmente ser assim consideradas, por não terem se mantido fiéis à proposta dos pensadores originais - já que os meios de produção pertenciam ao Estado controlado por burocratas e não ao povo trabalhador.

Aluna:Simone Lorena Da Silva Bessa
Numero:26
Série:8ªD

Nixon Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nixon :) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edlea disse...

O socialismo é um sistema sócio politico,que defendia a liberdade individual e a democracia.já o capitalismo é um sistema político e social,é definido como um sistema de sociedade baseado na sociedade privada.Ambos queriam imlantar seus sistemas,de um lado estava o socialismo(UNIÃO SOVIÉTICA)outro o capitalismo(EUA)sendo vitorioso o capitalismo que até hoje prevalece.

Edlea disse...

O socialismo é um sistema sócio-político que defendia a liberdade individual e a democracia.Já o capitalismo é um sistema econômico político e social é definido como um sistema de sociedade baseado na sociedade privada.Ambos queriam implantar seus sistemas,de um lado estava o capitalismo(EUA)e do outro o socialismo(UNIÃO SOVIÉTICA),sendo vitorioso o capitalismo que até hoje prevalece.

leonardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leonardo disse...

O capitalismo e o socialismo são dois tipos de sistema sócio-econômico bastante diferentes um do outro.

Capitalismo é um sistema sócio-econômico adotado por vários países, onde possuem propriedade privada dos meios de produção, como máquinas, matérias-primas, instalações, etc., a sua produção e a distribuição das riquezas são regidas pelo mercado, no qual, os preços são determinados perlo livre jogo da oferta e da procura.

Socialismo é um termo que, desde o início do século XIX, significa as teorias e ações políticas que apoiam um sistema econômico e político baseado na socialização dos sistemas de produção e no controle estatal parcial ou completo dos setores econômicos, opondo-se frontalmente aos princípios do capitalismo.

nome:Leonardo
nº:15
serie:8ª turma:C

carlos disse...

CAPITALISMO

O capitalismo é um sistema de mercado baseado em vários princípios como:
Propriedade privada dos meios de produção. As pessoas,Individualmente ou reunidas em sociedade,são donas dos meios de produção. A transformação das força de trabalho em mercadoria. Quem não é dono dos meios de produção é obrigado a trabalhar em troca de um salário. A acumulação do capital . Em princípio, o dono do capital quer produzir pelo menor custo e vender pelo maior preço possível. O lucro é a diferença entre o custo de produção e o preço de venda do produto. Para diminuir os custos, procura pagar o mínimo possível pelas matérias-primas, salários e outros meios de produção.
A definição de preços é feita pelo mercado, com base na oferta e na procura , isto é, na disputa de interesses entre quem quer comprar e quem quer vender produtos e serviços. No capitalismo, é o mercado que orienta a economia. A livre concorrência. A concorrência é a competição na venda dos bens e serviços. Na prática, a concorrência em que todos são igualmente livres para produzir, comprar, vender, fixar preços, etc. não existe. Isto porque o mercado vem sendo dominado por grandes organizações , que expandem cada vez mais sua área de atuação através de fusões, incorporações e outros modos de ampliar negócios, eliminando pequenos e médios concorretes.
SOCIALISMO

O Socialismo é um sistema político-econômico ou uma linha de pensamento criado no século XIX para confrontar o liberalismo e o capitalismo. A idéia foi desenvolvida a partir da realidade na qual o trabalhador era subordinado naquele momento, como baixos salários, enorme jornada de trabalho entre outras.
Apesar das idéias socialistas terem sido criadas ainda no século XIX, foram somente no século XX colocadas em vigor. O primeiro país a implantar esse regime político foi a Rússia, a partir de 1917, quando ocorreu a Revolução Russa, momento em que o governo monarquista foi retirado do poder e instaurado o socialismo. Após a Segunda Guerra Mundial, esse regime foi introduzido em países do leste europeu, nesse mesmo momento outras nações aderiram ao socialismo em diferentes lugares do mundo, a China, Cuba, alguns países africanos e outros do sudeste asiático.
O principal pensador do socialismo foi Karl Marx, para ele esse regime surgiu a partir do capitalismo e seus meios de produção, tendo seu controle desempenhado pelo proletário, assim como o Estado, que posteriormente seria extinto, dando origem ao comunismo que corresponde a uma sociedade sem governo, polícia, forças armadas entre outros, além de não possuir classes sociais e economia de mercado.

NOME:Luan Carlos Nogueira
NUMERO:17 SERIE:8°C

Anônimo disse...

O Socialismo é um sistema político-econômico ou uma linha de pensamento criado no século XIX para confrontar o liberalismo e o capitalismo. A idéia foi desenvolvida a partir da realidade na qual o trabalhador era subordinado naquele momento, como baixos salários, enorme jornada de trabalho entre outras.

Nesse sentido, o socialismo propõe a extinção da propriedade privada dos meios de produção e a tomada do poder por parte do proletariado e controle do Estado e divisão igualitária da renda.

Capitalismo é o sistema econômico que se caracteriza pela propriedade privada dos meios de produção. No sistema capitalista as padarias, fábricas, confecções, gráficas, papelarias etc., pertencem a empresários e não ao Estado. Nesse sistema, a produção e a distribuição das riquezas são regidas pelo mercado, no qual, em tese, os preços são determinados pelo livre jogo da oferta e da procura. O capitalista, proprietário de empresa, compra a força de trabalho de terceiros para produzir bens que, após serem vendidos, lhe permitem recuperar o capital investido e obter um excedente denominado lucro.


jessica priscilla 8C
N:12

Anônimo disse...

SOCIALISMO
O Socialismo clássico é um sistema político onde todos os meios de produção pertencem à coletividade, onde não existe o direito à propriedade privada e, as desigualdades sociais são pequenas, pois é um sistema de transição para o comunismo - onde não existe mais Estado nem desigualdade social - portanto o Estado socialista deveria diminuir gradualmente até desaparecer.

CAPITALISMO
Atualmente o Capitalismo é definido como um sistema econômico baseado na propriedade privada dos meios de produção e propriedade intelectual, na obtenção de lucro através do risco do investimento, nas decisões quanto ao investimento de capital feitas pela iniciativa privada, e com a produção, distribuição e preços dos bens, serviços e recursos-humanos afetados pelas forças da oferta e da procura.

Aluno:Nixon Lopes nº20
Série: 8 Turma:''C''

Anônimo disse...

O capitalismo e o socialismo são dois sistemas sócios econômicos bem definido.Capitalismo é um sistema bem antigo,que tinha como objetivo a produção,acumulação de riquezas através do comecio.Os mais ricos comprava a mão-de-obra dos mais pobres,e assim dessa forma aqueles com maior poder de capital se enriquecia,gerando assim a desigualdade social.No socialismo a proposta era bem diferente.Os pensadores humanistas tinham em mente,criar um sistema sócio-econômico bem forte,onde acabaria com a desigualdades sociais.Com teoria bem diferente,esses dois sistemas econômicos acabaram dividindo o mundo em dois,os paises capitalista,esocialista.Aluno:Kaike tahuamSerie:8ºD Nº14

Shirley Cristina disse...

Disputa pela hegemonia mundial entre Estados Unidos e União Soviética após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). É chamada de Guerra Fria por ser uma intensa guerra econômica, diplomática e ideológica travada pela conquista de zonas de influência.


A disputa divide o mundo em blocos de influência das duas superpotências e provoca uma corrida armamentista que se estende por 40 anos. Com sistemas econômicos e políticos diferentes, EUA e URSS colocam o mundo sob a ameaça de uma guerra nuclear, criando armas com potência suficiente para explodir o planeta inteiro. Os EUA assumem a liderança do chamado mundo capitalista livre, e a URSS, do mundo comunista.

fernando disse...

O SOCIALISMO é um sistema sócio-político caracterizado pela apropriação dos meios de produção pela coletividade. Abolida a sua propriedade privada destes meios, todos se tornariam trabalhadores, tomando parte na produção, e as desigualdades sociais tenderiam a ser drasticamente reduzidas uma vez que a produção, sendo social, poderia ser equitativamente distribuída.

Capitalismo, sistema econômico, político e social no qual os agentes econômicos (empresários), proprietários dos meios de produção permitem que esta produção seja comercializada num mercado, onde as transações são de natureza monetária.

hendy disse...

As imagens relatam o enfrentamento do EUA e URSS, após a segunda gerra. Essas duas potências tornaran-se os grandes líderes mundiais do pós-guerra.Os norte-ameriacanos lideraram o bloco dos países capitalistas; os soviéticos, o bloco dos países socialistas.Várias regiões do mundo passaram por graves tensões políticas em função das disputas entre soviéticos e norte-americanos em uma guerra econômica, diplomática e ideológica travada pela conquista de zonas de influência assim conhecida ficando conhecida como guerra fria.Então:Capitalismo é o sistema econômico, político e social no qual os agentes econômicos (empresários), proprietários dos meios de produção permitem que esta produção seja comercializada num mercado, onde as transações são de natureza monetária, já o Socialismo é um sistema sócio-político caracterizado pela apropriação dos meios de produção pela coletividade.
Hendy lima N°13

Anônimo disse...

no periodo do cafe-com-leite,mais de dezenas de pequenas hidreletricas começaram a ser construidas,principalmente com o capital estrangeiro.
Nesse periodo da Primeira Republica,a aristocracia cafeeira paulista vive seu apogeu.Mas a Revolução de 1930 coloca fim a liderança da oligarquia cafeeira,trazendo para o primeiro plano os Estados menores da Federação, sob a liderança do Rio Grande do Sul de Getulio Vargas. As oligarquias paulista ainda promovem,contra o movimento de 1930a Revolução Constitucionalista em 1932,nas são derrotadas,apesar da pujança economica demonstrada pelo Estado de São Paulo.
Mas na ultima decada da Republica Velha, o modelo economico e politico que sustentava o predominio de São Paulo mostrava seu esgotamento.Apos a Revolução de 1930,o pais viveu um periodo de instabilidade que favoreceu a instalação da ditadura de Getulio Vargas,periodo de oito anos que terminou juntamente com a Segunda Guerra Mundial,que abriu um periodo de redemocratização e a instalação da Segunda Republica.
Entretanto,no plano economico,o cafe superou a crise porque passou no inicio da decada de 1930e foi estimulado por bons preços
durante a guerra,favorecendo a recuperaçao de São Paulo.Mas,agora,era vez da industria despontar,impulsionada,entre outros motivos,pelos capitais deslocados da lavoura.Logo,outro grande salto seria dado,com a chegada da industria automobilistica em São Paulo,carro-chefe da economia nacional desde a decada de 1950.Apartir dai,o Estado Paulista se transformou no maior parque industrial do pais,posição q continuou a manter,apesar das transformaçoes economicas e politicas vividas pelo Brasil.

Aluna:Adrian Joyner
Nº:01
Serie:8ªD

emely disse...

O Socialismo é um sistema político-econômico ou uma linha de pensamento criado no século XIX para confrontar o liberalismo e o capitalismo. A idéia foi a partir da realidade na qual o trabalhador era subordinado naquele momento, como baixos salários, enorme jornada de trabalho entre outras.
No capitalismo, as classes não mais se relacionam pelo vínculo da servidão (período Feudal da Idade Média), mas pela posse ou carência de meios de produção e pela contratação livre do trabalho. São chamados capitalistas os países cujo modo de produção dominante é o capitalista. Neles coexistem, no entanto, outros modos de produção e outras classes sociais, além de capitalistas e assalariados, como artesãos e pequenos agricultores. Nos países menos desenvolvidos, parte da atividade econômica assume formas pré-capitalistas, exemplificadas pelo regime da meia ou da terça, pelo qual o proprietário de terras entrega a exploração destas a parceiros em troca de uma parte da colheita.

no periodo do cafe-com-leite,mais de dezenas de pequenas hidreletricas começaram a ser construidas,principalmente com o capital estrangeiro.
Nesse periodo da Primeira Republica,a aristocracia cafeeira paulista vive seu apogeu.Mas a Revolução de 1930 coloca fim a liderança da oligarquia cafeeira,trazendo para o primeiro plano os Estados menores da Federação, sob a liderança do Rio Grande do Sul de Getulio Vargas. As oligarquias paulista ainda promovem,contra o movimento de 1930a Revolução Constitucionalista em 1932,nas são derrotadas,apesar da pujança economica demonstrada pelo Estado de São Paulo.
Mas na ultima decada da Republica Velha, o modelo economico e politico que sustentava o predominio de São Paulo mostrava seu esgotamento.Apos a Revolução de 1930,o pais viveu um periodo de instabilidade que favoreceu a instalação da ditadura de Getulio Vargas,periodo de oito anos que terminou juntamente com a Segunda Guerra Mundial,que abriu um periodo de redemocratização e a instalação da Segunda Republica.
Entretanto,no plano economico,o cafe superou a crise porque passou no inicio da decada de 1930e foi estimulado por bons preços
durante a guerra,favorecendo a recuperaçao de São Paulo.Mas,agora,era vez da industria despontar,impulsionada,entre outros motivos,pelos capitais deslocados da lavoura.Logo,outro grande salto seria dado,com a chegada da industria automobilistica em São Paulo,carro-chefe da economia nacional desde a decada de 1950.Apartir dai,o Estado Paulista se transformou no maior parque industrial do pais,posição q continuou a manter,apesar das transformaçoes economicas e politicas vividas pelo Brasil.

Emely Kauany nº10 8ªD